China derruba o preço do Bitcoin de novo!

China derruba o preço do Bitcoin (BTC) de novo!

Um país comunista, que tem um governo controlador, autoritário e fica regulando o que a sua população faz ou deixa de fazer, a qual detém 80% do mercado de mineração de bitcoins no mundo, é de se esperar que qualquer notícia vinda desse país causasse mais um estrago no mercado. E foi exatamente isso que aconteceu, de novo!

Antes de revelar a nova bomba vinda da China, vamos fazer uma pequena retrospectiva:

No dia 5 de agosto, o país proibiu todas as Icos (oferta inicial de moedas). Essa notícia causou em estrago geral no mercado, causando uma perda de bilhões de dólares, tudo porque a notícia foi mal compreendida ou mal interpretada.

Em novembro de 2016, a China declarou que estava estudando um jeito de limitar (ou até mesmo impedir) que os chineses mandassem dinheiro para fora do país (através do Bitcoins). Naquela época, e não é tanto tempo assim, o preço do Bitcoin estava sendo cotado a USD$ 740 dólares e caiu para 684 dólares.

Em janeiro desse ano, o BTC valia USD$ 1.123,57 – bastou o Banco do Povo da China (PBOC) se reunir as postas fechadas com representantes das maiores bolsas (exchanges) de Bitcoin do mundo: OKCoin, Huobi e BTCC – e pronto, a moeda caiu para 940,00 dólares.

Ultima notícia da China derruba o preço do bitcoin

No dia 8 de setembro, o site Chinês, Caixin, publicou a notícia de que afirma que as exchanges (corretoras de criptomoedas) da China, que realizam serviços de câmbio entre moedas digitais e yuan, a moeda nacional chinesa, serão impedidas de operar por um certo período de tempo.

Segundo o post escrito por Allex Ferreira, do portal criptomoedasfacil.com – autoridades regulatórias decidiram banir todas as corretoras chinesas, incluindo a OKCoin, Huobi e BTCChina que negociam moedas digitais por yuan. Agências de regulação local foram orientadas a levar adiante a decisão do governo nacional.

Notícia da China faz preço de todas altcoins caírem de novo!

Pois então, essa última notícia foi um tremendo choque e causou, de novo, uma forte queda, não só do Bitcoin (BTC), mais de TODAS as Altcoins (foto) que estavam se recuperando da última má notícia vinda da China (proibição das Icos).

O fato é que, por mais que outros países, como o Japão, que adotou o Bitcoin como meio de pagamento ou a Rússia, que regulamentou o bitcoin, fazendo com que a moeda digital tivesse uma forte valorização no mercado mundial, a China ainda tem uma forte influencia no valor da moeda.

Enquanto não houver um país que tenha a capacidade de competir em pé de igualdade no ramo de mineração de bitcoins com a China, qualquer notícia, seja boa ou má, vai influenciar ferozmente o valor da moeda digital, principalmente se for uma má notícia.

Se o preço do Bitcoin cair, o que fazer?

Vou lhes dá apenas quatro conselhos: 1 – Primeiramente, não tenha medo. O mercado como um todo, sempre irá reagir de forma negativa.  Seja forte e paciente!

2 – Nunca venda ou desfaça de suas moedas sempre que você leu uma má notícia, principalmente, notícias que tenham vindo da China. Algumas dessas notícias possam ser especulativas! Ou seja, foram criadas apenas para derrubar o preço das moedas para que os TUBARÕES (pessoas com muita grana) possam comprar um bom volume de bitcoins e altcoins a um preço extremante baixo. Assim que o mercado se acalmar, os tubarões vão vender suas moedas, fazendo um bom volume de dinheiro e você (sardinha) que vendeu suas moedas a valores irrisórios irá ficar com cara de trouxa.

3 – Não seja como as galinhas que, ao verem uma raposa entrando no galinheiro, ficam desesperadas, se debatendo e não sabem o que fazer. Espere a tempestade passar. Lembre-se daquele velho ditado: depois da tempestade vem à bonança.

4 – Não pense que, só porque você comprou um bom volume de moedas, você vai ficar rico ou milionário da noite para o dia. O lucro vem, a médio ou longo prazo. Se você não souber esperar, meu colega, você está no ramo errado.

Boa sorte e bons negócios!