Microsoft não aceita mais Bitcoins como pagamento

Microsoft não aceita mais Bitcoins como pagamento

A gigante da informática, Microsoft, não estar mais aceitando bitcoins como meio de pagamento. O rumor ocorreu após um artigo ter sido publicado no site Bleeping Computer, afirmando que a empresa interrompeu os pagamentos com a criptomoeda.

Muitos usuários tentaram encontrar a opção de pagamento via Bitcoins, mas não conseguiram achar essa opção. O site portaldobitcoin, entrou em contato com a empresa e a mesma afirmou que o meio de pagamento via bitcoins foi encerado após muitos usuários relatarem problemas. Isso sem contar que os custos das transações estão cada vez mais caras e acabam inviabilizando a comprar der determinados produtos da empresa.

Muitos clientes optavam em pagar com moedas Fiat ao invés da moeda digital, apenas para fugir das taxas. Segundo dados do site BitInfoCharts, em 31 de dezembro de 2017, o valor médio das taxas cobradas de algumas moedas eram:

bitcoinUS$ 15.29
Ethereum – US$ 0.31
Bitcoin Cash – US$ 0.04
Litecoin – US$ 0.5
Dash – US$ 0.03
Dogecoin – US$ 0.0084

Como podemos ver, as taxas cobradas pela rede bitcoin estão muito altas. Fazendo uma simulação rápida: Se você fosse comprar uma licença do programa Office 365 que custa R$ 29,00 (US$ 9,03), no dia 31 de dezembro, só de taxa, você iria pagar, já convertidos em reais – R$ 49,08. Ou seja, você poderia comprar outra licença e ainda sobraria troco.  Isso sem conta a demora que é para confirmar sua transação.

Com taxas cada vez mais altas e com a rede congestionada, está ficando difícil de aceitar a moeda digital como meio de pagamento
Com taxas cada vez mais altas e com a rede congestionada, está ficando difícil de aceitar a moeda digital como meio de pagamento

A Microsoft não é a única empresa a deixar de aceitar bitcoins como meio de pagamentos. A gigante dos games online, Steam , também deixou de aceitar bitcoins devida a volatilidade da criptomoeda e acima de tudo, devido aos problemas com a demorar nas confirmações das transações da moeda.

A empresa começou a aceitar bitcoin em 2016. Naquela época, e não faz tanto tempo assim, cada usuário pagava em média 0,65 centavos de real, por transação, pela compra de um jogo ou aplicado da loja online. Agora, só de taxa, a rede bitcoin cobrar R$ 65,00 por transação. Um absurdo – de acordo com o comunicado da empresa. Leia aqui!

Voltando a Microsoft – a empresa começou a aceitar a moeda digital em julho do ano passado. Na época, cada unidade de bitcoin estava custando US$ 2.500. A CCN entrou em contato com um membro superior do suporte da equipe de contas e cobrança da empresa e perguntou se a desativação desse meio de pagamento foi devido à falta de clientes. O suporte da Microsoft apenas respondeu que “3 a cada 5” clientes estavam tendo problemas com meios de pagamento com a criptomoeda. Certamente, devida as altas taxas que a rede bitcoin estava cobrando.

Até o fechamento deste post, existiam 163 mil transações não confirmadas na blockchain e a rede bitcoin estava cobrando em média, um FEE de 24.800 satoshi, o que dá US$ 3,30, segundo informações do site BitInfoCharts.

Observação: o valor do bitcoin e as taxas que são cobradas têm uma volatilidade muito grande. Isso significa que, você só vai saber o quanto vai pagar de taxa, na hora que você for enviar a criptomoeda para outro endereço. As taxas de envios também podem variar de exchanger para exchanger (bolsa).

Fique esperto e use moedas que cobram taxas menos, como Ethereum (ETH), Litecoin (LTC), Dash (DASH) e Dogecoin (DOGE), mencionadas neste post.

Boa sorte e bons negócios!