Mineradores de criptomoedas estão reclamando da conta de luz no país!

Mineradores de criptomoedas estão reclamando da conta de luz no país!
Mineradores de criptomoedas estão reclamando da conta de luz no país!

Algumas semanas atrás, o nosso site publicou os seguintes posts: Compensa montar uma rig para minerar criptomoedas? e Vale à pena minerar com uma placa de vídeo? Pois então, publicamos essas matérias no grupo de discussão sobre Bitcoins nas redes sociais e as respostas dos usuários não foram nada agradáveis.

O fato é que, ao fazer os cálculos, levamos em conta o grau de dificuldade de ser minerar a moeda – que é reajustado a cada duas semanas. Esse grau irá fazer com que a moeda fique mais difícil de ser minerar, fazendo que o valor daquela criptomoeda aumente devida sua dificuldade de ser minerá-la.

É claro que muitos nos QUESTIONARAM, dizendo que os nossos cálculos estavam errados, que aquele resultado era ridículo e por aí vai. Assumimos a bronca e ficamos na maresia. Até que veio a fatídica notícia publicada na última semana de setembro no portal “Folha de São Paulo”. Veja a foto!

Saiu na Folha de São Paulo: Mineradores de criptomoedas no Brasil se queixam da conta de luz

Leia um trecho da matéria:

O minerador Cristiano Valverde, 37, fez um investimento de R$ 70 mil no seu equipamento há quatro meses, e teme que a alta da conta de luz associada ao período de seca nos próximos meses vá atrasar seu retorno.

Ele extrai o ethereum, moeda mais comum entre amadores. Como o bitcoin é mais antigo, é cada vez mais difícil achar novas soluções, e só quem tem um equipamento caro e especializado consegue minerá-lo.

“Quando comecei, previa retorno em seis ou sete meses, mas os valores do ethereum estavam em alta”, diz Valverde, que tem uma mina no interior de São Paulo e cogita usar energia solar.

“Montei um galpão com refrigeração e comprei tudo à vista. Agora, em um cenário realista, vou conseguir o dinheiro de volta em até 15 meses, se a Eletropaulo deixar.”

Antes de voltarmos ao assunto: é claro que não deixamos de escapar essa oportunidade de alfinetamos alguns usuários mais exaltados. Continuando: isso sem contar os investimentos que foram feitos pelos mineradores: Leonardo Kikuchi, André Primo e Gabriel Aleixo. Acesse o portal e leia a matéria na integra!

O fato é que, no Brasil, realmente não compensar minerar criptomoedas! Possa até ser que, em alguma região do Brasil o preço por kilowatts hora seja um pouco mais baratos que em outras regiões. Porém, isso não significa que o minerador terá mais ou menos lucros. Existem muitas variáveis que o futuro minerador deverá levar em conta antes de montar uma mineradora de criptomoedas.

Em São Vicente, litoral de São Paulo, por exemplo, pagamos 0,72 centavos por kilowattts hora!

E foi justamente, essas variáveis que foram abordadas nos dois posts que publicamos algumas semanas atrás. No dia 2 de agosto de 2016, publicamos outra matéria com o seguinte título: Por que comprar uma máquina para minerar criptomoedas em sua própria casa não compensa!

Mineradora exclusiva para minerar Litecoin (LTC)

Entre os vários exemplos que demos, o que nos chamou atenção foi à mineração da moeda Litecoin (LTC) com essa mineradora especifica para minerar está moeda (foto). Naquela ocasião, essa mineradora estava sendo vendida no Mercado Livro por R$ 3,200,00 reais e segundo o vendedor, ela minerava 30 Litecoins por mês.

Com a velocidade de mineração de 110 MH/s, essa mineradora dava equivalente a 1.05 Litecoins (LTC) por dia.

Pois bem! De lá pra cá, passou-se um ano e um mês. Agora se você for ao site litecoinpool.org/calc e fizer os cálculos com essa mesma VELOCIDADE (110 MH/s), essa mesma mineradora que há um ano rendia 1.05 Litecoin (LTC) por mês, agora vai render:

0.05713770 por dia que dá 2.96 USD

0.39996387 por semana que dá US$ 20.69 USD

1.71413086 por mês – que dá US$ 88.69 USD

Agora, guarde esse post nos seus favoritos e daqui a duas semanas, vá lá no litecoinpool.org/calc e refaça esses cálculos e veja o quanto menos irá render a sua mineradora, seja de Bitcoin (BTC), Litecoin (LTC), Ethereum (ETH) ou Dash (DASH).

Se não fosse o grau de dificuldade, certamente, seria o melhor investimento do mundo. Mas, infelizmente, não é assim que a banda toca.

Detalhe: de um ano pra cá, o grau de dificuldade aumentou tanto que você teria que ter outras 17 mineradoras daquela para alcançar a velocidade de mineração de 2.000 MH/s para ter um Litecoin por dia. Surreal!

É por essas e outras que continuamos a enfatizar que, infelizmente, aqui no Brasil, não compensar minerar criptomoedas!

Faça seus cálculos e bons negócios!

Com informações da repórter NATÁLIA PORTINARI do Folha de São Paulo.