O que é o grau de dificuldade de mineração?

Entenda o que é o grau de dificuldade de mineração?

Quando alguém entra no ramo da mineração de criptomoedas, essa pessoa tem que investir em uma placa de vídeo poderosa, uma boa placa mãe, uma fonte de alimentação, configura a mineradora e começar a minerar. Quem tem um poder aquisitivo muito maior acaba investindo em uma RIG de mineração. Então é só fazer os cálculos para saber o quanto vai lucrar e pronto, é só esperar os lucros!

Parece fácil, mas existem muitas variáveis antes de chegar ao grande sonho de viver minerando criptomoedas. Até porque uma dessas variáveis, cuja grande maioria dos investidores ignora, é um detalhe muito importante: O grau de dificuldade da mineração!

Esse grau, como o nome sugere, é a dificuldade de ser minerar a moeda que vai aumentando a cada duas semanas. Exemplo: supondo que João vai colocar uma mangueira e vai bombear água que esta em uma piscina olímpica para sua casa. Como só tem o João bombeando água da piscina, ele vai conseguir bombear muita água.

No dia seguinte, a Dona Maria começa a fazer a mesma coisa que o João. Ela começa a bombear água da piscina olímpica. Como só tem o João e a Dona Maria, ambos vão continuar bombeando muito água para suas casas.

Porém, a notícia se espalha pela vizinhança e, além do João e da Dona Maria, agora vem o senhor Pedro, o Arnaldo, o Adalberto e por aí vai. Ou seja, se antes eram apenas duas pessoas bombeando água da piscina olímpica, agora tem mais de cem pessoas bombeando água da mesma piscina.

Como tem mais de cem pessoas bombeando água da mesma piscina olímpica, o João e a Dona Maria não vão conseguir bombear a mesma quantidade de água que antes, porque tem muitas pessoas que também estão fazendo a mesma coisa que eles.

Piscina de mineração F2Pool. Uma das dez Pool mais usadas pelos mineradores da criptomoedas

Piscina de mineração de Bitcoin ou de qualquer outra moeda

Agora troque a água da piscina olímpica pela piscina de mineração (foto acima)- também conhecida como Pool de mineração – e dentro dessa piscina (Pool) é onde estão as criptomoedas que você vai minerar. Agora imagine uma quantidade absurda de pessoas, a um nível mundial minerando aquela mesma moeda que você está minerando.

Pronto! Esse é o famoso grau de dificuldade de mineração. Ou seja, quando mais pessoas tiverem minerando uma determinada moeda, mais difícil ela vai ser minerada. Porque há uma quantidade absurda de pessoas minerando aquela determinada moeda.

É por isso que o Bitcoin é difícil de minerar, por que há uma quantidade de pessoas, a nível mundial que estão minerando a moeda. Tem mais! Como disse antes, a cada duas semanas o grau de dificuldade vai aumentando, devida a quantidade de pessoas que estão minerando a criptomoeda. Então, se durante um mês você consegue minerar uma unidade de alguma moeda, exemplo, 1.0 – no mês seguinte você só vai conseguir minerar 0,92 de uma unidade dessa moeda, devido ao aumento do grau de dificuldade.

Voltando ao exemplo de João e a Dona Maria: Nesse caso, é como se o João e a Dona Maria, em um mês bombeassem 10 litros e agora estão bombeando apenas 9 litros e 200 ml de água. Devida a quantidade de pessoas que aumentou para bombear água daquela piscina.

Porém, você deve está se perguntando: É só o João e a Dona Maria comprar uma bomba mais potente, com uma capacidade de bombear muito mais água. Só que, o João e a Dona Maria não foram os únicos que tiveram essa brilhante ideia. No final das contas, eles vão continuar com a mesma dificuldade.

Fora do exemplo: Na vida real acontece a mesma coisa. Há pessoas que podem até colocar maquinas mais potentes, porém, eles não são as únicas que fizeram isso. De qualquer forma, o grau de dificuldade sempre irá prevalecer.

Dê certa forma, esse grau de dificuldade até favorece e valoriza a moeda. Você acha que se fosse extremamente fácil minerar Bitcoin, que é a moeda mais valiosa do mercado, iria esta com esse valor, se cada minerador conseguisse minerar uma moeda por dia para cada um? E claro que não!

Além do grau de dificuldade que favorece e valoriza a criptomoeda, ainda tem a Halving daquela moeda. No caso do Bitcoin, atualmente, a cada dez minutos são minerados 12.5 Bitcoins (BTC). Na próxima Halving, que vai acontecer em 2020, essa quantidade será seduzida pela metade. Ou seja, em 2020 não será 12.5, mais apenas 6.3 Bitcoins a cada dez minutos.

Todas as moedas têm essa Having, todas as moedas têm piscina de mineração e todas as moedas têm esse grau de dificuldade de mineração que vai aumentando a cada duas semanas.

O grau de dificuldade também pode ocorrer o efeito contrário.

Isso significa que o grau de dificuldade em vês de aumentar, pode diminuir. Isso pode acontecer quando há uma grande desistência de alguns mineradores que deixam de minerar as moedas e passam a comprá-las. Nesse caso, como há menos pessoas minerando aquela moeda, menor será o grau de dificuldade, aumentando os rendimentos daqueles outros mineradores que continuaram minerando e terão um rendimento maior devido à desistência de outros mineradores.

Retomando o exemplo do João e da Dona Maria: É como se aquelas mil pessoas que estavam bombeando água da piscina olímpica, cem delas deixassem de bombear água. Com menos pessoas bombeando água, aqueles que continuaram, passaram á bombear mais água, porque tem menos pessoas bombeando água daquela piscina.

Voltando a realidade: É assim que acontece quando o grau de dificuldade daquela moeda invés de aumentar, diminui. Porém, isso é quase impossível de acontecer, porque quanto maior for o grau de dificuldade, maquinas mais potentes serão criadas para minerar aquela moeda.

É o caso do Bitcoin: Quando a moeda foi lançada na rede, ela era passível de ser minerada com o seu desktop. Na época, a velocidade da mineração era denominada de KH/s.

Mas com o passar do tempo, o grau de dificuldade foi aumentando e minerar a moeda pela placa de vídeo do PC começou a ter menos rendimentos e mineradoras específicas foram criadas para minerar a criptomoeda, como as S9, por exemplo. (foto abaixo)

Mineradora Antminer S9 pode minerar o Bitcoin a 12.75 TH/s

Essa Antiminer S9 (foto) pode minerar a 12.75 TH/s. Por mês ela consegue minerar 0.1451 BTCs. No mês seguinte, essa mesma maquina vai render 13.71 BTCs. Graças ao grau de dificuldade, ela vai rendendo cada vez menos BTCs por mês.

É por essas e outras que nem sempre montar uma RIG de mineração ou comprar uma simples placa de vídeo pra turbinar o seu computador, não compensa tal investimento, devido à dificuldade.

O Bitcoin começou a ser minerador com a velocidade de mineração denominada de:

kH/s
Depois passou para MH/s
Um tempo depois, GH/s
É agora está na velocidade de TH/s.

É provável que em 2020, quando acontecerá à próxima Halving da criptomoeda, a velocidade atual que compensa minerar o BTC, que é TH/s, passará a ser Petabyte (PT/s). E essa atualização da velocidade de mineração do Bitcoin, ocorrerá com todas as outras criptomoedas (Altcoins), como a Ethereum (ETH), Zcash (ZEC), Monero (XMR), Dogecoin (DOGE), Blackcoin (BLK) e a Dash (DASH), por exemplo, as quais, hoje ainda são passiveis de serem mineradas viam GPU, CPU ou, na melhor das hipóteses, montando uma RIG de mineração.

Façam os cálculos e bons investimentos!

  • Bruno Hertwen

    e no momento qual moeda que tem menor dificuldade?

    • Bruno, isso não sabemos responder. Vai de moeda para moeda. Acreditamos que o grau possa ser menor para aquelas altcoins tem tenha um valor menor ($$$$), como a Pascalcoin (PASC), Lisk (LSK) e até mesmo a Dogecoin (DOGE).

  • Valter Lucio de Oliveira

    Agora entendi … muito obrigado pelos esclarecimentos !!!

  • Kasnola

    Ainda da para minerar LTC com uma GPU fraca?