Adotando o Bitcoin como forma de pagamento pode ser benéfica para o consumidor e o comerciante!

Pagando com Bitcoin

Com a economia Bitcoin, tanto o consumidor quanto o comerciante se beneficiaram com a alta da moeda. Já fizemos essa tabela anteriormente e naquela época e o BTC estava sendo negociado a USD 635,00 dólares.

Hoje, 22/02/2017 BTC estava sendo cotado a $ 1.022,75. A regra é bastante simples, quanto maior for o valor do Bitcoin, menor será a quantidade de satoshi que o consumidor irá gastar para comprar ou adquirir aquele produto ou serviço. Veja a tabela e a respectiva data as quais os produtos foram adquiridos.

Cotação do dólar a 3,26 do dia 03/01/2017

Exemplo 1:

Produto Valor em reais Valor em dólar Valor em BTCs
Gás R$ 54,99 USD $ 16,87 0.01.642.456
Gasolina 10L R$ 37,64 USD $ 11,55 0.01.127.210

Exemplo 2

Cotação do dólar a 3,20 no dia 04/01/2017 e o bitcoin valendo 1.000,00 dólares

Produto Valor em reais Valor em dólar Valor em BTCs
Gás R$ 54,99 USD 16,87 0.01.672.756
Gasolina 10L R$ 37,64 USD 11,55 0.01.154.088

Como você pode ver no exemplo 2, só porque o Bitcoin se desvalorizou um pouco o consumidor irá gastar mais satoshi para comprar o mesmo produto. Mas não se apavore isso é normal.

Exemplo 3:

17/02/2017 – cotação do dólar a 3,10 e o Bitcoin valendo 1054,88

Produto Valor em reais Valor em dólar Valor em BTCs
Gás R$ 54,99 UDS 16,87 0.01.598.855
Gasolina R$ 37,64 UDS 11,55 0.01.094.509

 

Um braulhe custa 8,00 se o consumidor pagar no cartão o comerciante vai receber apenas R$ 7,76 – isso porque o banco vai cobrar a taxa de 4% pelo uso da maquina. Isso significa que a cada braulhe que o comerciante vender a operadora do cartão vai ficar com 0,24 centavos.

O mesmo vale para o cafezinho. Um cafezinho custa R$ 5,00. Se o consumidor pagar no cartão, de fato, o consumidor irá pagar os cinco reais, mas devida a taxa da maquininha, o comerciante irá receber R$ 4,76. Ou seja, o banco vai ficar com 0,24 centavos de taxa pelo uso da maquina.

Então, se fizermos um pequeno cálculo: Um braulhe mais um cafezinho custam R$ 13,00 reais. Porém, quando o consumidor for pagar no cartão, o comerciante vai receber R$ 12,52 – isso porque o banco vai ficar com 0,48 centavos de taxa pela utilização da maquininha.

Agora se o comerciante usar o Bitcoin como forma de pagamento, ele irá se livrar dessas taxas abusiva que as operadoras dessas maquininhas cobram pela utilização da mesma. Isso sem contar que o comerciante também vai se beneficiar sempre que a moeda subir, como vimos nos exemplos 1 e 3.

Resumindo o assunto: Tanto o consumidor quanto o comerciante, ambos irão se beneficiar adotando o Bitcoin como forma de pagamento. O mesmo pode ocorre o efeito contrário.

Ou seja, caso o Bitcoin se desvalorize um pouco o consumidor irá pagar mais satoshi pelo produto (veja o exemplo 2 e compare com o 3) e o comerciante, na hora de trocar (vender) seus BTCs por dinheiro, ele irá perder um pouco. Isso pode ocorrer porque a moeda se desvalorizou um pouquinho.