E se a China proibisse a mineração de Bitcoins?

E se a China proibisse a mineração do Bitcoins?

Na última segunda-feira (4) a China proibiu TODAS as Icos que estavam em andamento no país. Segundo o banco Chinês (BC China), esse método de captação de dinheiro é ilegal. O país também ordenou que as plataformas de Icos que já foram enceradas, devolvam os recursos aos respectivos investidores.

Segundo a comunidade Bitcoin, a China também proibiu a população trocasse a moeda fiat (são aquelas moedas emitidas por governos/bancos centrais – no  caso, o Yuan) por Bitcoins (BTC) ou quaisquer outras moedas digitais. Se isso é verdade ou não, só o fato da China proibir todas as Icos no país causou uma queda generalizada no mercado de criptomoedas. (como demonstra a foto abaixo)

Graças a proibição das Icos na Chinas, todas as moedas estão no vermelho!

O Bitcoin caiu 16% em dois dias. Já o Ethereum (ETH), rival do BTC, sofreu uma baixa de 23,5%, e de moda geral, o mercado como um todo teve uma queda de 25%. A pesar do Japão se tornar o país que mais usa o Bitcoin no dia-dia no comercio em geral, a China ainda detém 80% da mineração da criptomoeda. Então, querendo ou não, qualquer notícia seja boa ou ruim, poderá sim, influência e muito a valorização ou desvalorização do bitcoin. Isso, infelizmente, é um fato!

O que aconteceria com o preço do Bitcoin se a China proibisse a mineração da moeda?

No primeiro momento, o preço do Bitcoin iria cair horrores, causando o colapso no mercado de criptomoedas tão gigantesco que o meteoro que dizimou os Dinossauros iria parece fixinha. Os investidores que tem muitos Bitcoins guardados iriam vender suas moedas, causando um panic sell no mercado, nunca visto antes.

Os investidores menores também iriam se apavorar e venderiam suas moedas, causando um mar vermelho na cotação de todas as altcoins. Resumindo o assunto: os tubarões das moedas iriam ficar apavorados como um bando de galinhas que ao verem uma raposa no galinheiro não saberiam o que fazer.

Tem mais! Após o panic sell cessasse e a China mantivesse a proibição da mineração do Bitcoin em vigor, o grau de dificuldade de ser minerar a moeda iria cair drasticamente. Ou seja, teria muito mais moedas para serem mineradas e muitas outras moedas disponíveis para comprar, devido ao panic sell.

Nesse cenário apocalíptico, o preço do Bitcoin (BTC) continuaria caindo e poderia chegar a valer menos de 900 dólares, a unidade. Nesse caso, o rival do bitcoin, o Ethereum (ETH), iria ganhar força, não de forma imediata, mas aos pouco. Parece pouco provável que isso realmente possa acontecer e espero que NUNCA aconteça, mas é uma possibilidade.

Farms de mineração de Bitcoins na china (foto meramente ilustrativa)

Como a China iria proibir a mineração de Bitcoin?

Em primeiro momento, muitos iriam dizer que – era só acabar com a internet. Sem internet, sem mineração! Certo?

Errado! Não precisa acabar com a internet. O governo Chinês simplesmente iria fechar todas as farms de mineração e confiscar todas as maquinas. Pelo menos as que o governo já sabe onde estão. Agora, aquelas farms que, por alguma razão, ainda estão escondidas, o governo Chinês iria procurá-las, confiscá-las e os mineradores iriam ser taxados de criminosos, por estarem exercendo uma atividade ilegal que pode contribuir para a desvalorização da moeda local.

Enfim, essa é uma possibilidade da China acabar com a mineração do Bitcoin (BTC) no país. Possa ser que tenha outras possibilidades, das quais não vale à pena mencionar, até por que, essa possibilidade que mencionei neste post é o suficiente para causar um estrago sem precedentes nesse mercado promissor.

É pouco provável isso possa acontecer, até porque, têm muitos tubarões no mercado Chinês que iriam perder fortunas caso o país cometesse essa loucura. Mas, não deixa de ser uma possibilidade.

Bitcoin, a moeda do futuro!

Os governos dos países: África do Sul, Eslovévia, Estónia, Gana, Nigéria, Israel e a Rússia estão com um projeto de lei para legalizar o Bitcoin no país. Até o Brasil abriu uma comissão para discutir a possibilidade de legalizar o Bitcoin.

Isso prova que a moeda digital criado pelo pseudônimo Satoshi Nakamoto veio pra ficar e por mais que haja especulações para derrubar ou destruir a moeda, a sua adesão e segurança, há o torna mais forte.