ETF dos irmãos Winklevoss é rejeitado e preço da moeda fica abaixo dos US$8 mil

Como diria o Chapolin colorado; calma, calma, não criemos pânico!
Como diria o Chapolin colorado; calma, calma, não criemos pânico!

Apesar desse bordão ser um sucesso (foto), o que não foi sucesso foi a provação do ETF dos irmãos Cameron e Tyler Winklevoss, cujo pedido foi rejeitado pela segunda vez, causando um pequeno pânico no mercado cripto nesta quinta-feira (26/07/2018).

Após essa notícia, a criptomoeda caiu US$400,00 em poucas horas, voltando a bater a casa dos U$7.900. Já no mercado brasileiro a moeda digital caiu 6%, ficando abaixo dos 30 mil reais.

O pedido inicial do ETF sobre o Bitcoin (BTC) dos irmãos Winklevoss ocorreu em março de 2017. Mesmo após o primeiro pedido ser rejeitado, uma nova análise foi feita e o resultado saiu hoje. NEGADO!

Leia:

O grande problema é que muitos acham que a proposta dos ETFs sobre o Bitcoin que foi rejeitado é da – Join Venture formada pelas empresas VanEck e a SolidX Bitcoin da CBOE -, e é justamente essa proposta que ainda está sendo analisada. Então tenha calma!

Tem mais; segundo o portal do bitcoin, o especialista Jake Chervinsky, da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, declarou que ESSE PEDIDO, da Join Venture (formada pelas empresas VanEck e a SolidX Bitcoin da CBOE), poderá ser analisada apenas em MARÇO DE 2019!

Quem são os irmãos Winklevoss?

Eles acreditaram no potencial do bitcoin e hoje, os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss são os mais novos bilionários dos EUA
Eles acreditaram no potencial do bitcoin e hoje, os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss são os mais novos bilionários dos EUA

Os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss ficaram muito famosos após se tornarem os mais novos bilionários dos EUA, graças à grande alta do Bitcoin, em 24 de dezembro de 2017, quando a moeda digital chegou a ser negociada a US$18,500 – lucrando US$ 1 bilhão (cerca de R$ 3,5 bilhões).

Antes de ser tornarem bilionários, os irmãos ficaram bem conhecidos na mídia americana após processarem Mark Zuckerberg, alegando que ele roubou o conceito do Facebook. Para maiores informações sobre os irmãos Winklevoss, acesse o site: epocanegocios.globo.com/

Outras propostas de ETFs!

Vamos salientar que há outros pedidos de ETFs para serem analisados, como o da Direxion Investments Bitcoin, cujo prazo foi estendido para setembro de 2018, sendo que este pedido era para ter sido aprovado ou rejeitado em 23 de julho desse ano. Ou seja, os reguladores estenderam o prazo.

Isso significa que, possivelmente, alguma ETF sobre a moeda digital poderá ser aprovado (ou não) ainda esse ano.

Então, vamos acalmar os ânimos que essa aprovação ainda pode acontecer. Fique de olhos bem abertos, pós esse mercado é traiçoeiro, cruel e está cheio de tubarões!

Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *