JPMorgan comprou Bitcoins após seu CEO chamar a criptomoeda de fraude!

JPMorgan comprou Bitcoins após seu CEO chamar a criptomoeda de fraude!

Durante uma reunião numa feira em Nova York, o CEO, Jamie Dimon, declarou que o Bitcoin é uma fraude e em breve irá entrar em colapso. Dimon também afirmou com toda a sua convicção que demitiria qualquer funcionário que tivesse comprado a moeda por pura “estupidez”.

Essa declaração de Dimon, vem numa hora bem inoportuna (ou será que não). Digo isso porque naquela semana, o Bitcoin já vinha sofrendo uma forte desvalorização por conta da China, que proibiu as Icos (oferta inicial de moedas) de operar no país. Essa decisão ocorreu após a moeda virtual ultrapassar a casa dos US$ 5.018,00.

Como desgraça pouca é bobagem, a BTCChina declarou que irá encerar suas atividade até o final desse mês. Dois dias depois dessa fatídica declaração, a China declarou que também irá fechar todas as exchanges que estejam operando no país, incluindo a OKCoin e Huobi, duas das três maiores bolsas do mundo (incluindo a BTCChina) terão suas atividade enceradas até 30 de setembro.

Com toda essa tribulação no mercado de criptomoedas e contrariando o seu CEO, a JPMorgon, o maior banco do mundo, comprou, junto com a Morgan Stanley, 3 milhões de euros em notas XBT.

O XBT é um instrumento conhecido como o Bitcoin ETN (Exchange-Trading-Notes), que é um veiculo de investimento popular para os principais investidores e empresas de gestão que querem exposição ao Bitcoin.

A empresa Goldman Sachs também está entre as maiores compradores de Bitcoins nos últimos dias. Coincidência ou não, no momento em que a JPMorgan teria adquirido as notas XBT, na última seguda-feira (18), o bitcoin, não só voltou a subir, como  também teve uma forte valorização, ultrapassando a casa dos US$ 4.000.

Certamente, isso NÃO É COINCIDÊNCIA, é pura especulação de mercado. O Bitcoin esta em uma acessão fenomenal, se valorizando mais de ***% em menos de um ano. Então, coincidentemente, esses TUBARÕES usaram de sua influencia para derrubar o preço da moeda para poderem comprar a um preço mais acessível, já que muitos deles perderam o barco e não estavam dispostos a pagarem o preço atual do mercado.

É claro que, quem já trabalha com a moeda há algum tempo, sabe muito bem que não é de hoje que o Bitcoin caí tanto e certamente, não será a última vez. Quem trabalha com a moeda também sabe muito que ela é deflacionária. Ou seja, apesar de seus altos e baixos, a médio e logo prazo ela sempre irá se valorizar.

O Japão já reconheceu as moedas virtuais (inclusive o bitcoin) como meio de pagamento e seu uso lá é maciço, tanto que, no dia 13 de setembro, a plataforma japonesa Coincheck, anunciou que a empresa foi aprovada para ser uma “exchange de moeda virtual” licenciada.

Com essa notícia, é de se esperar que em breve o Bitcoin volte, não só a subir, como ultrapassar de modo avassalador a casa dos cinco mil dólares até o final do ano. Não se desespere sempre que algum especialista no mercado financeiro declara que o Bitcoin é uma bolha, que em breve vai estourar, que é igual à mania das tulipas e blá, blá, blá. Esses caras só querem derrubar o preço da moeda para poderem comprar a valores mais acessíveis.

Fique esperto e não caia nas lábias desses tubarões. Comprar e segurar, essa é a chave para se dar bem nesse mercado promissor.

Boa sorte e bons negócios!

Com informações do site: Infomoney.com.br