JPMorgan cria sua própria criptomoeda! O que não te contaram?

Após criticar ferozmente o bitcoin, a JPMorgan vai criar sua própria criptomoeda!
Após criticar ferozmente o bitcoin, a JPMorgan vai criar sua própria criptomoeda!

A JPMorgan, o maior banco do mundo, com dezenas de filiais em mais de 100 países vai lançar a sua própria criptomoeda!

A moeda, que está sendo chamada de “JPM Coin” não vai ter flutuação de preço como acontece com outros criptoativos. Isso porque a JPM Coin será uma Stablecoin, uma cripto estável que será pareada ao dólar 1:1, evitando volatilidade na sua cotação.

Leia: Stablecoins: o que são? Pra que servem? O lado bom e ruim dessas criptomoedas!

Há quem diga que a criptomoeda da JPMorgan está sendo criada para competir com a Ripple (XRP), já que grandes instituições bancárias mundo a fora estão usando essa moeda (e sua rede) para transferências internacionais de grandes valores, principalmente fora do horário comercial.

Para você ter uma ideia do quanto é grande o JPMorgan, o banco movimenta cerca de US$6 trilhões (mais de R$ 22 trilhões) por dia entre as corporações que fazem parte da sua rede de pagamentos. Por enquanto, a moeda está sendo desenvolvida para ser usada apenas por clientes institucionais, mas existem planos para oferecer suporte para outros perfis de investidores até o final do ano.

O foco na criação da própria criptomoeda é facilitar o pagamento e transferência de grandes valores para clientes corporativos que usam o método tradicional, chamado de “Swift”, cujo mesmo leva até um dia útil para que a transferência seja confirmada.

O projeto está sendo encabeçado por Umar Farooq, líder de blockchain na JPMorgan e quando a criptomoeda for implementada a cripto terá três principais finalidades:

  • 1 – pagamentos internacionais para grandes clientes.
  • 2 – transação de securities e,
  • 3 – é a substituição dos dólares que as grandes corporações que usam o serviço da JP Morgan possuem em suas subsidiárias.

O que não te contaram???

Hipocrisia pouca é bobagem! Se voltarmos no tempo só um pouquinho – em 2017 já ta bom – esse ano o CEO, Jamie Dimon, que encabeça o banco, atacou ferozmente não só o Bitcoin como às criptomoedas.

Dimon, sempre com punho de ferro e críticas ferrenhas sempre desprezou esse mercado; dizendo que bitcoin é uma bolha e em breve vai estourar, que criptomoedas são lixo, que quem investe em bitcoin ou em criptomoedas é um idiota (não foi com essas exatas palavras, mas para um bom entendedor, meia palavra basta) e como se não bastasse, o CEO ameaçou despedir algum funcionário seu, caso ele soubesse que estava investindo em bitcoins.

Leia: JPMorgan comprou Bitcoins após seu CEO chamar a criptomoeda de fraude!

Porque os economistas afirmam que o bitcoin é uma bolha e porque afirmamos que eles estão errados!

Agora vem com esse papinho de criar sua própria criptomoeda para fazer remeças internacionais para clientes corporativos! Faça-me o favor!

Muitos traders afirmaram (e com razão) que quando algum banqueiro ou qualquer CEO fala mal das criptomoedas – como ocorreu em maio de 2018, quando Bill Harris, primeiro CEO da PayPal afirmou que o bitcoin é uma farsa – é porque tem algo muito grande vindo aí. Tanto é verdade que o fundador do PayPal, Peter Thiel, afirmou que continua confiante no bitcoin.

Agora só falta Warren Buffett, outro tubarão de Wall Street, mudar de opinião. O bilionário sempre afirmou que o Bitcoin (BTC) é uma bolha e blá, blá, blá (…).

Leia: Cinco filmes que você precisa ver para entender como funciona o mercado cripto!

Investidores de Wall Street estão saindo do mercado de criptomoedas! Por que essa é uma excelente notícia?

Afinal de contas, é assim que esses lobos de Wall Street agem: usam de sua influência falando mal do mercado de criptoativos para derrubarem o preço e passarem o rodo no mercado feito dragas. Tolinhos são àqueles que acreditam nessas falácias desses tubarões.

O lado bom da JPM Coin!

Apesar de muitos não terem concordado com a JPMorgan de lançar sua própria criptomoeda, muitos  já olham com bons olhos o quão bom será a entrada dessa instituição bancária no mercado criptográfico. Por quê?

Jamie Dimon, CEO da JPMorgan e a sua criptomoeda "JPMCoin". Foto: guiadobitcoin.com.br
Jamie Dimon, CEO da JPMorgan e a sua criptomoeda “JPMCoin”. Foto: guiadobitcoin.com.br

Simples: A JPMorgan é um dos maiores bancos do mundo! Com várias sedes ao redor do planeta! Então, um banco com essa infraestrutura aderindo aos ativos digitais, essa atitude vai chamar atenção de TODAS as instituições bancárias mundo a fora. Afinal de contas, outras instituições bancárias vão pensar da seguinte forma: se a JPMorgan pode eu também posso!

Apesar de o banco criar sua própria Stablecoin, isso são significa que mais tarde o banco não abra suas portas para outros ativos digitais, como: Bitcoin, Litecoin Ethereum, por exemplo.

Isso sem contar que, em 2018, o JPMorgan já havia declarado que iria colocar as opções de investimentos de ETFs sobre o Bitcoin para seus clientes no primeiro trimestre de 2019, caso o mesmo já tivesse sido aprovado.

Enfim: a criação da sua própria criptomoeda (mesmo sendo uma Stablecoin) é um dos passos fundamentais para a adoção em massa dessas instituições bancárias há esse mercado promissor.

O mercado agradece!

Com informações do site: guiadobitcoin.com.br