Como funciona na prática a manipulação dos contratos futuros de bitcoins?

Essa semana o mercado criptográfico foi pego de surpresa com a decisão da CBOE de deixar de operar contratos futuros de bitcoins.

De certa forma, o mercado ficou um pouco aliviado após a exchanger ter tomado tal decisão. Isso porque essas negociações de bitcoins em mercado futuros mais atrapalham do que beneficia o mercado criptográfico.

Para entendermos melhor, precisamos saber o são contratos futuros, como são feitas essas negociações e porque esse tipo de operação, por enquanto, não ajuda em nada o mercado de criptoativos. Então vamos por partes:

Os contratos futuros são contratos entre duas partes: uma vendedora e outra compradora.

Uma parte combina de comprar e a outra parte combina de vender um determinado produto ou ativo(s) por um determinado preço em um futuro próximo, independente do preço que o produto ou ativo vai ter naquela data futura. Ou seja, quando o contrato expirar!

Sendo assim, esses contratos futuros, sejam de: bitcoins, milho, soja, algodão, petróleo (…)  são apenas uma aposta que pode servir de um mecanismo de proteção ou rede no mercado.

Exemplo: se você combina comprar um ativo no futuro, por um determinado preço fixo, independente do valor que ele terá até o dia em que seu contrato expirar, você tomou uma posição de Long.

Agora se você combinou de vender esse ativo a preço fixo, determinando no longo prazo (futuro) o seu preço, independente da variação do mercado, você tomou a posição de Short.

Exemplo na prática!

Vamos imaginar que você seja um agricultor e tenha uma plantação de batatas.  Você acredita que o preço da batata vai subir nos próximos três meses. Então, para você manter seu fluxo de caixa e se proteger da variação do mercado, você compra contratos futuros mantendo o valar das suas batatas no valor atual (hoje).

Sendo assim, se a saca de batata de 60 kilos custa “hoje”, R$60,00 reais, você vai negocia o preço do valor da batata em mercado futuros ao preço de 60 reais.

Na prática ficaria assim: Você compra 100 contratos futuros de batatas ao valor de 60 reais cada, e nesse seu contrato você estabelece que, independentemente do que aconteça no mercado você vai vender seus contratos a 100 reais cada. Nesse exemplo, seus 100 contratos futuros custam seis mil reais.

Digamos que daqui a três meses, quando seus contratos expirarem, cada saco de 60 kilos de batata subiu e está custando 70 reais. Nesse caso, você ganhou mil reais nessa negociação! Já que, como você comprou 100 contratos futuros a 60 reais, e no dia de vencimento dos seus contratos a saca de batata subiu e está custando 70 reais. Sendo assim, você, agricultor, manteve o seu fluxo de caixa!

Esses contratos futuros são muito usados para produtos subjacentes e commodities, já que esses mercados movimentam trilhões de dólares e dificilmente terá uma pessoa ou grupos de pessoas que possam manipular o mercado.

E os contratos futuros de bitcoins?

Já no mercado de criptoativos, a manipulação é praticamente certa, já que esse mercado ainda é muito novo e possivelmente uma única pessoa (baleia) pode manipular o mercado futuros de bitcoins facilmente.  

Exemplo:

Vamos imaginar que o bitcoin esteja valendo US$6.500 – e você aposte no mercado futuros de que o bitcoin vai cair.

Nesse exemplo; você faz um contrato futuro estabelecendo que no seu contrato às 14h de amanhã – daqui a três meses – o bitcoin vai cair! Sendo assim, no dia do vencimento do seu contrato – se o bitcoin estiver valendo US$6.200 – você ganhou 300 dólares sobre a diferença. Porque você comprou o contrato quando o Bitcoin (BTC) estava custando US$6.500 e caiu para US$6.200, sendo que você apostou na queda do ativo.

Agora, se no dia do vencimento do seu contrato o bitcoin estiver valendo US$6.800, você vai perdeu dinheiro. Porque você apostou que o ativo iria cair, mas subiu e você vai ter que pagar a diferença sobre o valor do ativo, que são 300 dólares, já que no seu contrato você apostou que iria cair, mas subiu.

Resumindo o assunto: é assim que funciona as operações de contratos futuros de bitcoins. Ou seja, os contratos futuros do ativo digital nada mais é que uma aposta, onde um comprador aposta na alta e outro comprador aposta na baixa e quando os contratos expirarem haverá apenas um vencedor.

O problema dos contratos futuros do bitcoin?

O único problema das operações desses contratos futuros com bitcoin é que, como explicamos anteriormente, é apenas uma aposta. Ou seja, nenhum centavo de dólar é injetado na compra do ativo digital (bitcoin).

O preço dos contratos são cotados em dólar e não em bitcoin! Então, querendo ou não, há sim, uma manipulação do mercado.

Como as baleias operam com futuros de bitcoins?

As baleias, como são conhecidos no mercado acionário ou criptográfico, são pessoas que tem uma fortuna incrível e podem está (ou estão) brincando com esse mercado promissor que é o mercado criptográfico.

Então, vamos supor que essa baleia, para aumentar suas chances de ganhar essa posta no mercado futuro, ela compre milhões de dólares em bitcoins. Ao fazer essa compra monstruosa, essa baleia vai fazer o preço do ativo sofrer um PUMP. O preço da criptomoeda que estava valendo 6.200 chega a 7.100 dólares. Ás pessoas comuns, vendo o preço do ativo subir, subitamente, vão provocar o efeito manada, fazendo às sardinhas (pessoas com recursos menores) entrarem no jogo induzindo a compra dos bitcoins.

Quando faltar uma semana para o contrato vencer, a baleia pega àqueles milhões de dólares que comprou em bitcoins e simplesmente despeja tudo de uma vez no mercado, fazendo o preço do ativo sofrer um DUMP. O feito manada, vendo que o preço do ativo está caindo ladeira abaixo fazem o que? Isso mesmo que você pensou, vendem também!

Faltando apenas uma semana para os contratos expirarem o preço do bitcoin que estava valendo US$7.100, a baleia, ao despejar esse volume monstruoso no mercado faz o preço da criptomoeda cair para US$6.200. Só que, a baleia já estabeleceu em contrato que venderia seus contratos futuros de bitcoins a US$6.900.

Sendo assim, mesmo a baleia vendendo seus contratos futuros de bitcoins a US$6.900, sendo que o valor do bitcoin no mercado é US$6,200 dólares, a baleia lucrou 700 dólares em cada contrato futuro de bitcoin que vendeu, já que os contratos futuros estava apostando na queda do bitcoin.

Você entendeu?

Resumindo: O preço do ativo estava 6,200 – a baleia comprou milhões de dólares em bitcoins fazendo o preço do ativo subir a 7.100. Só que, ao chegar a 6.900 a baleia comprar dezenas de contratos futuros propondo a venda desses contratos a 6,900. Ao despejar seus bitcoin no mercado, o ativo despenca e chega a 6,200 e a baleia acaba ganhando 700 dólares em cada contrato futuro vendido, já que em seu contrato ele apostou na queda do ativo. Sendo assim, ele ganha a diferença do preço do mercado na venda de cada contrato futuro, que são 700 dólares.

Essa manipulação ocorre porque os contratos futuros são apenas uma aposta entre as às partes compradoras e vendedoras, já que essas baleias não precisam comprar o bitcoin fisicamente. Ou seja, comprar a moeda digital e deixar guardada em alguma carteira.

Isso sem contar que essas baleias que manipulam o mercado ainda podem recomprar mais bitcoins no valor bem abaixo do mercado. Essas baleias usam a sua força financeira que eles têm e sempre ganham esse jogo. Sabe por quê? Porque eles podem! Simples assim!

Leia: Quais são os significados dos termos: Urso, Touro, Baleias e Tubarões no mercado de criptomoedas?

Então, quando a CBOE declarou que não iria mais negociar contratos futuros de bitcoins, o mercado, de certa forma, agiu aliviado. O alivio só não foi maior porque a CME (Chicago Mercantile Exchange), rival da CBOE, vai continuar negociando contratos futuros, sendo a única corretora a disponibilizar esse tipo de operação. Leia: CBOE deixa de listar contratos futuros de bitcoins; Porque essa é uma ótima notícia!!!

O que as ETFs do bitcoin da CBOE e a Bakkt tem haver com tudo isso?

Certamente, tudo!

Como explicamos anteriormente, os contratos futuros são apenas apostas, tanto na alta quanto na baixa. Já as ETFS do bitcoin, proposto pela CBOE entre outras propostas de outras entidades e as operações da Bakkt, que também irão operar contratos futuros, vão mudar esse cenário para melhor.

Isso porque ambas as plataformas terão que comprar o ativo digital e guardá-los até que as ETFs (da CBOE) e os contratos futuros (da Bakkt) expirem.

Leia esses posts abaixo e você vai entender:

Boa sorte e bons negócios!